Fiéis da Arq. do Rio participam da romaria em Aparecida.

O Santuário Nacional de Aparecida recebeu neste sábado, 27 de agosto, a tradicional romaria anual da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Os fiéis vindos de diversos lugares da cidade se reúnem na casa da Mãe Aparecida desde 1902. Neste ano, em unidade com o Ano Santo da Misericórdia, o tema da romaria é “Maria, Mãe de Misericórdia”, e o lema bíblico escolhido para iluminar as orações e atitudes dos fiéis está no Evangelho de São Lucas (Lc 1, 50): “Sua misericórdia se estende, de geração em geração!”.

temp_titleNS_Aparecida_2016_11_27082016205311

A programação oficial do grupo começou bem cedo, às 7h da manhã, com o encontro dos fiéis na Tribuna do Papa Bento XVI para a recitação do Terço de Nossa Senhora, com a presença do arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, dos bispos auxiliares e de todo o clero.

Na celebração eucarística das 9h, no Altar Central da Basílica, bispos, padres, religiosos, seminaristas, lideranças pastorais e fiéis da Arquidiocese do Rio celebraram ação de graças e como gesto concreto deste ano ofertaram ao Deus de Misericórdia, pela intercessão da Virgem Maria, o grande trabalho da Pastoral do Menor. Como obra de misericórdia, a Igreja no Rio acolheu o que está destacada no planejamento arquidiocesano para o mês de agosto, com a finalidade de que os romeiros se detenham não só em sua compreensão, mas também em sua prática: instruir e aconselhar.

A Missa foi presidida pelo arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta. O Cardeal falou da sua alegria por mais uma vez estar na casa da Mãe Aparecida com a tradicional Romaria, para celebrar junto de tantos romeiros do Brasil.

“Neste tempo de peregrinação arquidiocesana a casa de Nossa Senhora, mãe de Deus e nossa mãe, entre nós invocada sobre o título de Aparecida, é o momento de fazermos experiência da misericórdia, cujo Jubileu Extraordinário estamos vivendo. Hoje nossa Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro faz sua Romaria anual a Aparecida. São os filhos que se dirigem confiantes à “Casa da Mãe” ou à “capital nacional da fé”, como se tem dito nos últimos tempos, quase que à moda de um bom slogan entre as pessoas em geral, ou seja, não só entre os católicos. Quem vai à Casa da Mãe, muito mais do que fazer um passeio qualquer, tem um propósito religioso de verdadeira peregrinação. Somos peregrinos neste mundo em demanda da pátria definitiva, a Jerusalém do alto, a cidade cujo arquiteto é Deus (cf. Hb 11,10), disse.

Dom Orani destacou ainda a importância da celebração de hoje citando a vivência do Ano Santo da Misericórdia, ressaltou a importância de levarmos a Palavra de Deus e estarmos sempre firmes e coerentes com a nossa fé, e recordou o Dia Nacional da Pastoral do Menor – celebrado em 27 de agosto.

A celebração foi encerrada com a consagração à Padroeira do Brasil. Ao término da Missa os devotos do Rio de Janeiro participaram da recitação do terço pelas ruas da cidade de Aparecida e da via sacra no Morro do Cruzeiro.

“Possa a Virgem Santíssima que trouxe ao mundo o Verbo de Deus feito carne ajudar-nos a bem catequizarmos, com misericórdia, primeiro por nosso exemplo, depois por nossas palavras, começando nos nossos lugares comuns do dia-a-dia e depois nas nossas comunidades paroquiais e outros meios dos quais dispomos. Que Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Mãe da Misericórdia, rogue por nós”, desejou Dom Orani.

temp_titleNS_Aparecida_2016_3_27082016205212

fonte da postagem: Site Arq Rio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: