Dia de Finados

finados-123

Está bem presente em nossas vidas o costume de fazer memória dos entes queridos já falecidos, amigos ou conhecidos. Nesse dia de modo ainda mais forte e mais particular, quando rezamos mais fervorosamente pelas almas, visitamos os cemitérios, túmulos e rezamos juntos pelos mortos. Lembrando também dos testemunhos de fé, de caminhada e de amor vividos por eles. Vale lembrar que acreditamos na recompensa eterna prometida. A vida não acaba ali.
A celebração de finados evoca três realidades em todos nós. A primeira é o sentimento de saudade, porque cada um marca seu tempo e as pessoas com quem convive. A segunda é a esperança, principalmente por saber que a morte não tem a última palavra na vida das pessoas. Por último o compromisso que devemos assumir em nossa caminhada ainda no tempo que passa.
O clima de finados tem uma conotação de sofrimento, de perda e de limites, que só é possível ser superada no contexto do mistério da fé. Escapa à nossa capacidade, dentro do mundo visível, o entendimento da realidade concreta da vida após a morte. A promessa de Jesus Cristo é a ressurreição, como fruto de conquista feita na vida terrena.
A morte, numa visão de fé, leva-nos a olhar para o acontecimento da cruz de Cristo, mostrando o rosto misericordioso de Deus. Não é o pecado que conta, e o amor de Deus não está baseado em nossos méritos. A verdadeira esperança não decepciona, porque está fundamentada no mistério da bondade e do amor de Deus em Jesus Cristo.
Celebrar esse dia não pode ser apenas um sentimento, um lamento, mas também atitude de compromisso com a realidade concreta da vida. É lembrar – se dos que já se foram, mas com os olhos fixados no hoje da história, valorizando e agradecendo pelo que temos e somos ainda.
A referência maior deve estar nas palavras de Jesus: “PARA QUE TODOS TENHAM VIDA E VIDA EM PLENITUDE “ (Jo 10,10). Deus é defensor da vida, que deve ser administrada por nós, dando a ela o rumo certo, a morada definitiva, que só pode ser no seio eterno de Deus.

Fonte: Dom Paulo Mendes Peixoto – Arcebispo de Uberaba. 

1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: