“AGRADECER E PEDIR PERDÃO: É O QUE FAZEMOS HOJE AO FINAL DE UM ANO.”

Estamos na véspera de um novo ano. Fecharemos um ciclo e começaremos outro!
Trouxemos então para refletirmos umas palavras do papa Francisco que muito nos chamou atenção e que não poderíamos deixar de compartilhar com vocês.

No fim do ano de 2014, Papa Francisco recomendou agradecer e pedir perdão a Deus.

O Papa iniciou sua última reflexão do ano, após a leitura do trecho da carta aos Gálatas, que diz:

“Quando se completou o tempo previsto, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sujeito à Lei, a fim de resgatar os que eram sujeitos à Lei e para que todos recebêssemos a filiação adotiva (cf. Gl 4. 4-5)”.

Neste sentido,  o Santo padre afirmou que o significado do “tempo” é ser mensageiro de Deus, tocado por Cristo, o Filho de Maria. Então, o “tempo tornou-se salvífico, definitivo da salvação e da graça”.

Depois, o Papa disse que a Igreja propõe à conclusão de cada ano e de todos os dias um exame de consciência para agradecer ao Senhor pelo que se recebeu e repensar as faltas.

“Agradecer e pedir perdão: é o que fazemos hoje ao final de um ano.

Louvamos e pedimos perdão”.

Segundo o Papa, o motivo fundamental de dar graças a Deus é este:

“Ele nos fez seus filhos”.

“Mas nós já não somos todos filhos de Deus? Certamente, porque Deus é Pai. Mas, sem esquecer que fomos afastados de sua filiação pelo pecado. Nossa relação filial é profundamente ferida. Mas em Jesus fomos livres. Ele morreu na cruz para nos dar a remissão do pecado e resgatar a condição de filhos”.

Agradecer, disse o Papa, é também o motivo do exame de consciência. “De nos perguntar: como é nosso modo de viver? Vivemos como filhos ou como escravos? Ou vivemos como a lógica mundana, corrupta, fazendo o que o diabo nos faz acreditar?”, questionou.

Francisco afirmou que o homem é inclinado a resistir a essa libertação que Jesus trouxe. “Temos medo da liberdade”, destacou. A liberdade, segundo disse, assusta o homem, ao contrário da escravidão o impede de viver plenamente o presente porque esvazia o passado e o faz acreditar que não se pode sonhar, voar e esperar.

“Em nossos corações se aninha a saudade da escravidão porque traz seguranças, ao contrário da liberdade que é mais arriscada. Esse é o reino e o fascínio do momento”, considerou.

“Concluir o ano é voltar a afirmar que existe uma honra, que existe a plenitude do tempo. Ao concluir esse ano, nos fará bem pedir a graça de caminhar em liberdade, para reparar os erros e defender-nos da saudade da escravidão”, disse.

Francisco concluiu sua reflexão pedindo que a Virgem Santa ajude a todos a acolher Jesus com o coração aberto, a fim de se viver realmente com liberdade, como “filhos de Deus”.

img_7881

Uma mensagem do nosso querido papa de dois anos atrás, mas ainda falta tão forte a nosso coração!
Que possamos passar esse ano e iniciar o que vem diante de Deus, de coração aberto e junto da Virgem Maria.

Salve Maria! Feliz ano novo!
Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

1

3 comentários em ““AGRADECER E PEDIR PERDÃO: É O QUE FAZEMOS HOJE AO FINAL DE UM ANO.”

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: