O que você busca em uma Igreja?

Trouxemos hoje um texto do Diácono Glen Borba para nossa reflexão. Vem ver! 

Uma tendência muito forte de nosso tempo é o pula-pula de Igreja em Igreja. Daí podemos nos questionar, o que não devemos buscar em uma Igreja? Muitos buscam a infraestrutura.

É impressionante mas muitas pessoas acham que as coisas mais importantes em uma Igreja são ar-condicionados, estacionamentos, iluminação, berçário, bancos estofados, etc. Sabemos que essas coisas são gostosas e todo mundo quer, mas não é o tipo de coisa que devemos procurar em uma Igreja.

Pessoas que procuram esse tipo de coisa sempre estarão descontentes, pois o ser humano é insaciável na busca pelo conforto. Sem contar, é claro, que essa busca mostra, dentre outras coisas, o desejo de ficar dentro da Igreja enraizando e não sair ao mundo para levar a Palavra.

Muitos procuram diversão, isso mesmo, diversão. Procuram a Igreja atrás de diversão, principalmente os mais jovens. Vêem a Igreja como mais uma opção de entretenimento.

É bem comum chegarem e até perguntarem, o que vocês oferecem em termos de programação a quem está chegando? Como se a Igreja fosse uma indústria produtora de divertimento e passatempos.

Alguns também saem da Igreja por ela ser chata. O pior de tudo é quando a Igreja oferece entretenimento. Diversão não é coisa para se buscar em uma Igreja. Entendo que a diversão aconteça na Igreja, mas não é o objetivo dela. Quem procura a Igreja atrás de diversão logo sairá dela, pois a indústria de entretenimento do mundo é muito competente em oferecer isso.

Outros, acreditem, procuram defeitos. É saudável termos pessoas críticas, as construtivas, na Igreja, porém, não é saudável vivermos procurando defeitos. Isso porque iremos encontrá-los aos montes e iremos fazer da repercussão destes defeitos um inferno na vida da Igreja. É bem comum encontrarmos todo tipo de defeito possível.

Quem está na Igreja procurando defeitos os encontrará e não permanecerá em nenhuma comunidade, pois não existe Igreja cujos membros não têm defeitos. Além disso, quem fica apenas procurando e apontando defeitos é hipócrita, pois também está cheio deles.

Na contramão, outros procuram a perfeição. Nutrem uma grande expectativa de como as coisas devem ser, de como as pessoas devem agir que representa àquilo que acham perfeito em uma Igreja. Querem que tudo aconteça conforme pensam, da forma que acham que é melhor. Porém, logo se decepcionam, pois a perfeição passa longe de qualquer local e a Igreja está aí inclusa. Qualquer que busque isso na Igreja vai se decepcionar com muita rapidez. Na Igreja não há perfeitos, há pessoas buscando ser perfeitas.

Então o que queremos?  É muito comum a busca por uma Igreja que se enquadre em tudo que deseja o meu coração. Essa busca é um erro, já que o nosso coração é enganoso.

Deus é o dono da Igreja e é o Espírito Santo que move o coração de todos para que ela faça e seja conforme Deus deseja. E, normalmente, o desejo de Deus é bem diferente dos nossos desejos egoístas. Buscar uma Igreja que seja como “eu” quero é afrontar o dono da Igreja, Jesus Cristo.

Então caríssimos, não há a necessidade dela se desdobrar para agradar alguns membros que querem mais um clube que uma Igreja.

Fiquem com Deus e até a próxima! 

Diácono Glen Borba Carreira

 

11

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: