Uma única Missa vale para dois preceitos?

Trata-se de um tema que continua gerando muitas dúvidas entre os fiéis. É possível cumprir o preceito de dois dias de guarda com uma única Missa?

A resposta, adiantemos logo, é negativa: para cada dia de preceito é preciso, sim, assistir a uma Missa distinta, de maneira que não é possível, como se costuma dizer, “matar dois coelhos com uma só cajadada”. Para os que quiserem saber em detalhe as razões de tal impossibilidade, a argumentação que a embasa pode ser lida aqui, de forma mais articulada.

No entanto, vale a pena aproveitar a ocasião para esclarecer algumas dúvidas a respeito deste tema que ainda parecem persistir. Antes de tudo, é preciso lembrar que a Igreja tem autoridade para impor aos fiéis deveres morais cujo descumprimento, livre e deliberado, implica a comissão de um pecado mortal. Um desses deveres está consubstanciado no Cânon 1247, do Código de Direito Canônico, segundo o qual os fiéis têm a obrigação de participar da Missa no domingo e nos outros dias festivos de preceito.

O Cân. 1248, § 1.º, por sua vez, especifica a matéria nos seguintes termos: “Cumpre o preceito de participar na Missa quem a ela assiste onde quer que se celebre em rito católico”. A presença desta última expressão, “rito católico”, não é de pouca importância, porque dá aos fiéis a possibilidade de cumprirem a obrigação canônica pela assistência, nos dias prescritos, a qualquer Missa, ainda que o rito não corresponda à liturgia do dia em questão.

Isso significa, por exemplo, que satisfaz à obrigação de preceito quem assiste a uma Missa de exéquias ou de casamento num domingo, não sendo necessário que a liturgia seja precisamente a dominical. O que o direito eclesiástico exige, noutras palavras, é que o fiel participe da Missa nos dias obrigados em rito católico, qualquer que seja ele.

A segunda parte deste Cân. conclui dizendo que o fiel pode cumprir o preceito, “quer no próprio dia festivo, quer na tarde do dia antecedente”. O termo “tarde”, refere-se ao entardecer até a meia-noite do dia de preceito. Ora, ainda que duas festas de guarda se celebrem em dias consecutivos, permanece, por força deste Cân., a obrigação de assistir a cada uma delas com uma Missa distinta, inclusive no período de vésperas.

Esperamos que tenha gostado.

Tem dica de algum tema? Dúvida sobre algum assunto? Entre em contato com a gente e quem sabe a sua sugestão ou dúvida não apareça por aqui.

Até a próxima!

 

Fonte: Padre Paulo Ricardo

11

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: