Como concentrar-se na oração.

Sabe aquele nosso momento de oração, de intimidade com Deus e que sempre surgem varias coisas que nos atrapalham? Dores, barulhos, pensamentos diversos… nossa! Mas devemos nos manter firmes. Não é por isso que devemos nos distanciar da vida de oração. Na verdade é isso que o demônio quer, que percamos nossa intimidade com Deus!

Por isso hoje trouxemos um pequeno texto do Padre Paulo Ricardo sobre o assunto. Vem ver!

Antes de falarmos das distrações que tanto nos atrapalham na hora de rezar, é importante que saibamos primeiramente o que significa estar concentrado na oração. A concentração que devemos manter quando vamos falar a Deus consiste numa aplicação da inteligência e da vontade Àquele a quem nos dirigimos. É a esse estado interior, em que nos voltamos para a presença sobrenatural do Senhor, que chamamos propriamente recolhimento.

Estar recolhido — ou, como dissemos, concentrado na oração — implica, de um lado, uma consciente advertência para a presença de Deus e, de outro, uma vontade determinada de unir-se a Ele. Desconfortos, dores, barulhos, mil e uma imaginações, nada disso é capaz de nos desconcentrar, desde que nos decidamos a estar voltados resolutamente para o nosso Amado. Estes frequentes incômodos que às vezes nos tiram a paz devem ser encarados como ocasião de luta, de mostrarmos a Cristo que, venha o que vier, queremos permanecer com Ele: tanto no Jardim das Oliveiras quanto ao pé da Cruz.

Por hoje é só! Deus nos abençoe e nos guarde! Até a próxima!

 

 

Fonte: Padre Paulo Ricardo

11

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: