Fiéis da Arq. do Rio participam da romaria em Aparecida.

O Santuário Nacional de Aparecida recebeu neste sábado, 27 de agosto, a tradicional romaria anual da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Os fiéis vindos de diversos lugares da cidade se reúnem na casa da Mãe Aparecida desde 1902. Neste ano, em unidade com o Ano Santo da Misericórdia, o tema da romaria é “Maria, Mãe de Misericórdia”, e o lema bíblico escolhido para iluminar as orações e atitudes dos fiéis está no Evangelho de São Lucas (Lc 1, 50): “Sua misericórdia se estende, de geração em geração!”.

temp_titleNS_Aparecida_2016_11_27082016205311 Continue lendo “Fiéis da Arq. do Rio participam da romaria em Aparecida.”

Vocação à vida em família.

Salve Maria!!
“Na segunda semana, nossa atenção volta – se para a vocação à vida em família, que tem seu fundamento no sacramento do matrimônio. A vida matrimonial também é um ministério, é participação no sacerdócio comum (não ordenado), por meio do qual se celebram o amor e o dom da vida, em colaboração com a obra criadora e salvífica de Deus. A vida familiar deve ser respeitada e valorizada, pois, em cada lar cristão, fundamenta – se a igreja doméstica, lugar privilegiado no qual os casais devem elevar, a cada dia. A oração, a meditação e o ensino da palavra de Deus e das coisas sagradas.”

Fonte: Livro Detetive Católico

2

NÃO SEJA ESCRAVO!

Eliseu Antonio Gomes _ Belverede _ Seja Mais que VencedorNão seja escravo, não aja somente para compensar uma decepção, não se submeta só para ser aceito, não se deixe levar por momentos sedutores, não venda sua integridade, não troque sua paz por nada.  Estabeleça regras para você mesmo, com certeza elas te livrarão de tudo aquilo que poderá te prejudicar, te ajudará a fugir de tudo que aparenta ser bom, mas que esconde um dano futuro talvez até irreparável. Assim, quando se sentir antiquado por ter estabelecido algumas regras pense que, regras não são para te prender, mas para te libertar daquilo que pode vir a te escravizar.
Bom dia!
Minha benção

Diácono Glén Borba.

clamor“Porquanto não recebestes um espírito de escravidão para viverdes ainda no temor, mas recebestes o espírito de adoção pelo qual clamamos: Aba! Pai! O Espírito mesmo dá testemunho ao nosso espírito de que somos filhos de Deus. E, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo, contanto que soframos com ele, para que também com ele sejamos glorificados. Tenho para mim que os sofrimentos da presente vida não têm proporção alguma com a glória futura que nos deve ser manifestada.”

Romanos 8, 15-18.

HINO DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE CRACÓVIA 2016.

Mais um dia do nosso especial JMJ Cracóvia 2016, e hoje trazemos aqui o hino. E olha… Esse hino está lindo! 

Vamos lá?

Padre Joãozinho comenta que a tradução se manteve fiel ao polonês mas que há o “toque latino”: “A compaixão, aqui na América Latina, já foi traduzida em termos de ‘libertação’. Há aí uma ‘teologia da solidariedade’, que foi marcante na vida e magistério de João Paulo II e, agora, renasce, no magistério de Francisco, com o nome de ‘misericórdia’, explica.
“Eu acho que, com essa canção, os jovens vão ter uma motivação muito grande para uma catequese do acolher o outro e esquecer um pouco de si”, enfatiza padre Zezinho ao se referir ao tema da JMJ – “Bem – aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” (Mt5,7) – e que orienta, portanto, a letra do hino. Ainda segundo o sacerdote e grande nome da música católica no Brasil, esta será uma oportunidade da juventude olhar para aqueles que não tem nada, mas somente Deus para olhar por eles.
“Os jovens e as famílias vão ter que assumir essa compaixão porque, caso contrário, não haverá nenhuma política que possa mudar o mundo”, afirma.
Ao mencionar os países onde ocorrem grandes perseguições aos cristãos, padre Zezinho enfatiza ali um sinal de esperança: “Exatamente lá onde estão martirizando os cristãos e ‘cortando em pedaços’ é que o cristianismo vai renascer, justamente por causa da misericórdia”.
Padre Joãozinho orienta ainda que diferentes arranjos do hino podem ser feitos, de acordo com os ritmos próprios de cada região do país, contanto que não saia da essência. “Inculture esse hino, mas sem sair dessa questão da compaixão”, recomenda.

Então vamos ao hino?
Segue aí! post_letra_hino_jmj

Fonte:

http://jovensconectados.org.br/jmj-cracovia-2016-versao-em-portugues-do-hino-oficial-e-lancada-pela-cnbb.html

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑